Empreender é um pensamento inerente ao espírito humano, na medida em que sempre busca melhorar o ambiente em que está inserido.

Existem os empreendedores natos, cujo primeiro trabalho já foi como um pequeno empresário de um pequeno comércio o prestador de serviço, e que desde então se dedica à empreender.

Existem também os empreendedores por necessidade, pois são aqueles que, acostumados com sua condição de empregado, se encontram sem trabalho, e por conta disso, somada à dificuldade de recolocação no mercado e a necessidade de sobrevivência, decidem por empreender.

Por fim, existem os empreendedores por convicção, que já experimentaram a vida de empregado, mas impactados pelo espírito empreendedor, e diante de problemas encontrados em determinado segmento de mercado, apresentam soluções próprias e inovadoras na tentativa de os resolverem.

STARTUPS

Nos últimos anos, entretanto, o empreendedorismo tem se tornado cada vez mais relevante, não só para o desenvolvimento econômico e social do país, mas também, e acredito que principalmente, pela necessidade de sobrevivência dos empreendedores. Um mercado cada vez mais difícil e competitivo, cheio de incertezas e inúmeros problemas a serem resolvidos, é o ambiente propício para a atuação das chamadas “STARTUPS”.

Embora muitos dizem que a startup nada mais é do que qualquer empresa que tenha iniciado suas atividades recentemente, atualmente, entende-se por startup a reunião de pessoas que buscam a criação de um modelo de negócio inovador, repetível e escalável em condições extremamente vulneráveis e incertas.

Nesse sentido, prevenção e previsibilidade, são posturas que, quando passíveis de serem aplicadas à startup, permite não só que os sócios e aqueles ligados diretamente aos aspectos operacionais do negócio estejam amparados em seus diversos aspectos, como também possibilita que a startup seja avaliada de forma diferenciada pelos investidores, que, diante da boa estrutura apresentada, se sentem mais seguros a investir e apostar no sucesso da startup.

Portanto, estabeleçam metas bem definidas, exerçam suas funções e atividades com excelência, antecipe às necessidades, e, quando possível, traga segurança e previsibilidade ao negócio, e suas chances com o desenvolvimento da startup só aumentarão.

Por Henrique Moura Rocha

[avs_toc]

    Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos

    0 respostas

    Deixe uma resposta

    Want to join the discussion?
    Feel free to contribute!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *